sábado, novembro 26, 2005

SONHO DO MUNDO UNIDO

(60cm x 72cm)

O Mundo virou uma lotaría... em qualquer lugar, a qualquer momento, podemos deixar de existir, não por acidente, mas por uma divisão construida por nós...Tu esperas uma intervenção divina, mas não sabes que o tempo agora está contra ti?! Mas eu sou uma árvore indiferente, incapaz, para com esta divisão do mundo.Eu gostaria de dormir, para poder entregar-me aos sonhos como me entrego aos que lêem de olhos bem abertos. Eu sonho com um Mundo unido...e tu dizes... ele é louco!!! E eu digo, foi preciso Pedro Álvares Cabral partir com loucos para descobrir o Brasil. E vê, como essa loucura cresceu e durou...Não será o medo da loucura, que me vai obrigar a colocar a meia-haste, a bandeira da IMAGINAÇÃO?...

13 comentários:

A.na disse...

Entregaste assim aos que
de olhos bem abertos te
lêm palavras escritas...
Ès tu que afinal andas
acordado,só olhos assim podem
crer naquilo que mais bonito
existe no mundo...união,mãos deixadas dadas,sem reservas
e medos.
Coisas tão bem imaginadas que descreves por aqui.
Grande beijo

Su disse...

a imaginação nunca está a meia haste...tal como o sonho...

loucura do querer fazer.... faz com não tenhamos medo e assim avançamos

gostei deste teu quadro

jocas maradas cheias de imaginação e cores

Bárbara Vale-Frias disse...

Olá :)

Obrigada pela visita ao meu Sublimações e pelas palavras lá deixadas... apesar de não conheceres Moçambique ;)

Vim cuscar o teu blog e gostei muito das imagens e dos textos que as acompanham.

Só queria ter respondido ao teu inquérito do pintor favorito, mas não estão lá os nomes dos meus favoritos: Vermeer e Rembrandt :)

Bjs e aparece mais vezes! (Hoje devo deixar lá mais qualquer coisa... mas mais para a noite)

soniaq disse...

Muito bonito o teu sonho do mundo unido.
A bandeira da imaginação só se hastea quando morre um artista e mesmo assim novos valores surgem baseados nos que partem.
Quanto ao quadro em si, já vi que temos incompatibidades de estilo, apesar da sensibilidade se tocar, por isso as visitas e o apreciar um do outro, embora algumas vezes não apreciarmos especialmente um ou outro trabalho. Mas tudo o que é feito com honestidade e que vem de dentro só pode ser apreciado, Bom trabalho!
beijinho amigo

racosta disse...

Olá Arnaldo!
Mais um excelente quadro, gostei muito deste "rasgo" :) Já agora essa mão está a tentar unir ou dividir? Eu acredito que tenta unir :)

Maria disse...

Mãos que unem, pela imaginação. Gosto do quadro, mas especialmente da ideia.

margusta disse...

Olá Arnaldo,
...Eu tambem sonho com um Mundo Unido....serei louca?...
Gostei do que li e vi....tanta arte por aqui....terei que voltar com mais tempo e ver tudo ao pormenor.
....tenho tanto para aprender....

Obrigada por teres gostado das minhas pinturas.

Um beijo e bom feriado.

A.na disse...

"MIsturarem-se as raças,
transporem-se os espaços...
E gozar a vida realizando um grande número de sonhosa."
(Álvaro de Campos)

Pozinhos de Perlimpimpim disse...

Colocar a bandeira da imaginação a a meia haste não me parece boa ideia...já me estou a habituar aos teus textos, não pares de imaginar. Beijos Mágicos

Anónimo disse...

Há homens que nada entregam porque nada tem, só muitos bla,bla,bla
acordem mulheres, mesmo sendo homem aqui nos blog é o que mais tem. E nem tudo que reluz é ouro

Ricardo Ferreira disse...

Para já é só mesmo para dar u primeiro olá a todos os bloggers que passam por aqui.
Não posso também deixar de dar um abraço ao Arnaldo.

Ricardo Ferreira

Sandra Carvalho disse...

Isso foi publicado em 25/11/2005.
Lembra-se?

No mundo de sonhos onde doce vivo...Pois tudo tem mais magia , alegria e cor, quando é partilhado e acompanhado por tudo que mim preenche a vida...Nas tuas imagens reais que teço...Sou de todo lado e estou em todo mundo. Assim, basta que pense em mim e contigo partilho o mundo e na minha face ver-me no mundo dos teus que são também meus sonhos... E no toque da mão mim mostras como sou...como uma ave pequenina, aprendendo a voar...E mim faz ver que, meu mundo de sonho vive dentro do teu...Nesse profundo verde e amarelo do meu paiz que também é teu... Teu quadro, como posso falar dele, se sou ele...

Eu te adoro

Mαğΐα disse...

Foi aqui... o primeiro!

É.
Vim espreitar...
Levo nostalgias minhas...
(a culpa é da musica)