quinta-feira, novembro 03, 2005

FÚRIA ORGANIZADA SEM RITMO

(30cm x 42cm)

Ó velho Deus dos homens eu quero ser tambor!!! E nem rio e nem flor e nem zagaia por enquanto e nem mesmo poesia. Só tambor ecoando a canção da força e da vida só tambor noite e dia, dia e noite, só tambor até à consumação da grande festa do batuque!!! Oh, velho Deus dos homens, deixa-me ser tambor só tambor!!! ( JOSÉ CRAVEIRINHA)

5 comentários:

racosta disse...

Tu agora estás imparável, cada tiro cada melro, cada quadro cada obra de arte! Parabéns!

Gostei do José Craveirinha.

Bruxinha disse...

Bate forte o tambor
Eu quero tic, tic, tic, tic tac
Bate forte o tambor
Eu quero tic, tic, tic, tic ta
É nessa dança que meu boi balança
E o povão de fora vem pra ca brincar
É nessa dança que meu boi balança
E o povão de fora vem pra ca brincar
As barrancas de terras caídas
Faz barrento o nosso rio-mar
As barrancas de terras caídas
Faz barrento o nosso rio-mar
Amazonas, rio da minha vida
Imagem tão linda que meu Deus criou
Fez o céu, a mata e a terra
Uniu os caboclos construiu o amor
Fez o céu, a mata e a terra
Uniu os caboclos
Construiu o amor

Brinca meu povo

Zion disse...

Quantos sonhos este quadro alimentou... obrigado amigo!

A.na disse...

"Deus dos sem deuses
Deus do céu sem Deus
Deus dos ateus..."
(Chico Cesar)
Passei aqui
por esta organizada
revolta descompassada!
um abraço

castanha disse...

Para amboas: Belíssimo