quinta-feira, outubro 29, 2009

Orgasmo de uma jovem maçã virgem

( 90cm x 60cm )

Como marés rígidas e desavergonhadas,
Na cadência compassada da ondulação,
Dois corpos entrelaçados conspiram,
Na desordem de uns lençóis.
Atraída pelo calor emanado,
A jovem maçã virgem estremece.
Sente a lambidela de um pincel
Arrepia-se
Entrega-se
Dá-se ao inesperado reflexo
Altamente carregado de sensualidade.
Sente cravar na pele a boca
Sente no seu interior o fogo.
Vibra.
A um ritmo alucinante
As sensações vão sucedendo
Aumentando…
Aumentando…
E quando já nada parecia abrandar
Palpita uma explosão
Jorra um leito de sémen
Extenuados, os dois corpos deixam de conspirar.
Flutuam, agora, na mansidão pudica de um mar.

2 comentários:

Bia disse...

Conspirando por entre o vaivém do pincél, vamos tendo oportunidade de olhar os teus trabalhos, numa cadência que vai do lençol azul, à Maçã Vermelha...
É sempre com muito agrado que aprecio esta dualidade de formas e cores...embalada pela música da Tua Galeria...
Obrigada por este PRESENTE.

ams disse...

Bem... nem sei por onde começar...
Não te dou os parabéns [porque não é o teu aniverário];
Não te digo que o quadro está 5***** [no céu basta a luz resplandecente da maçã]
Não afirmo que foi um grande momento [momentos como esse tens muitos e bons]
Contudo...a música embriaga, a letra entorpece e o quadro hipnotiza...
Só apetece acompanhar o ritmo e cantar com a minha linda voz [;-)] je t'aime, oh je t'aime
Moi non plus...
la la la

eheheheheh