sábado, janeiro 09, 2010

SONHO DESNUDADO

(91 cm x 47 cm)
Assim que a noite sente o cheiro das estrelas, uma luz de luar procura o seu tesouro no pensamento, confidenciando o seu sonho. A cortina da noite cede à tentação da corrente de um relógio que teima em não parar, deixando a descoberto a frágil nudez do devaneio.
No horizonte, flutuando mansamente numa galáxia de águas calmas, vislumbra-se uma nau que se aproxima. O mastro de dois pincéis apontam a Zénite, enquanto os ventos alísios empurram o suave perfume da Maçã.
Então, ao som desse aroma, despe-se das suas utopias impregnadas da cor do desejo: o seu sonho está desnudado.

6 comentários:

Bia disse...

Por entre o devaneio dos pensamentos, chega o brilho do luar...do OLHAR... transportando a Maçã!
O seu perfume chega, noite dentro, até onde os pensamentos o levam...
E nós, simples mortais, que temos o privilégio de entrar nesta Galeria, ficamos "desnudados" perante a conjugação perfeita das cores e das palavra...
Fico sempre parada a Olhar...não sabendo que dizer.
Digo Obrigada e deixo um Beijo

Mαğΐα disse...

É a cortina opaca do tempo que por vezes impede os sonhos de entrar pelas janelas da alma. Houvesse um bolso na vida onde o pudessemos guardar parado e sem corda...

Houvesse tempo...

ams disse...

Assim que nasce o dia, um raio de sol revela-me aquilo que sempre soube. Pela janela, entreaberta, ouvem-se as batidas ritmadas do relógio da torre da igreja e pressente-se o aroma fresco de um amanhecer frio e invernoso. Então, ao sabor dessa melodia, cobro-me de reais e imponentes cobertores e afundo-me na quentura de um leito: estou com frio!!!! Brrrrrrrrrrr….

A.Mac. : ADOREI!!!

;-)

Fernanda disse...

Publiquei este seu post admirável bem como a tela no meu Blog.
Está obviamente creditado.
Espero que não se incomode com o facto.
Gostava de lhe pedir que passasse lá pela casa do Rau.


Parabéns.

Um bom fim de semana

Fernanda disse...

http://nacasadorau.wordpress.com/2012/02/08/de-arnaldo-macedo-e-do-que-estou-a-ler/

Este é o link directo ao post.

Fernanda disse...

Obrigada Arnaldo Macedo pela honra da tua visita a esta casa.

Vou anotar na minha agenda e ver se consigo ir ver a tua exposição.
Sou do Porto mas vivo em Cerveira.
Será talvez tempo de lá ir ver amigos.

Beijo