domingo, julho 23, 2006

RASCUNHO


Hoje fiquei surpreendido comigo mesmo, quando uma velha amiga veio ter ao meu encontro, com este esboço, que para mim não passou de uns simples traços, mas que para ela era tão valioso como uma grande obra de arte. É bem certo que, as coisas mais importantes da nossa vida, por vezes são pequenos traços, aos quais não damos valor e que mais tarde nos enchem de felicidade e admiração por nós próprios. Ao olhar para o que se passou, sinto que pinto coisas ruins e crio e destruo mundos todos os dias...

2 comentários:

Sandra Carvalho disse...

Homenagem muito bem merecida pelo valor com que ela tem por este esboço. E tu não pintas coisas ruim, és um grande pintor Arnaldo. Quanto ao pensar que crias e destroi mundos todos os dias...Vou te deixar as palavras sábias do meu grande e eterno amigo
"Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim." (Chico Xavier)

Magia disse...

Por acaso até te pareces com um marciano que conheço...