segunda-feira, outubro 17, 2005

A FONTE


Marcel Duchamp - Durante todo o tempo, dedicou-se a destruir conceitos e a negar o estabelecido, às vezes com acções espalhafatosas. Tendo iniciado a sua carreira de artista como pintor, aos poucos se transformou num renovador da arte, no criador de novas formas de pensar. Por isso, foi muitas vezes considerado um excêntrico meio amalucado. Colocar a Monalisa e um Urinol no mesmo patamar é uma provocação, e independente da razoabilidade dessa idéia, o objetivo é atingido: Provocar! Marcel Duchamp foi um provocador. COMO É DIFICIL ENTENDER A ARTE!!!

4 comentários:

racosta disse...

Esta a arte sempre me custou a entender, ainda hoje não a entendo muito bem. Coisas como "A Fonte", o "Lavatório Partido" e obras similares não tenho a certeza que cheguem a ser "arte", pelo menos para mim :)

Sandra Carvalho disse...

A obra de arte é muitas vezes, uma superfície para o olhar pretencioso do observador e focalizar fantasma.Pintar por exemplo, é um ato difícil que exige do artista método e sentimentos, gestos: Violentos,Lúcidos, Suaves, Contraditórios, Inocentes e Paradoxais...
O que percebenos numa obra de arte
é aquilo que recolhemos em nosso modelo de ver.
Como disse Merleau_Ponty " Só se vê
aquilo que se olha". Falar de arte
é preciso aprender o método de observar sua produção, é preciso ir do conceito à obra e da obra ao conceito. :)

GMOKA disse...

Comprem o livro do marcel duchamp....

Da tachen claro...

se calhar percebem melhor !

Maria Afonso Sancho disse...

Estas peças em faiança branca são sempre bonitas. Mesmo que seja um urinol.
Mais bonitas pelo menos que os rabiscos e quadros do picasso.
Há coisas "Dada" muito belas.